…::GODS POWER PT::…

BEM VINDO AO GODS POWER PT

DIVERTE-TE E CONTRIBUI COM ALGO
E NÃO TE ESQUEÇAS DE VOTAR ENQUANTO
OUVES A RÁDIO NEXT
Se esqueceu a sua senha clique em Recuperar senha

ABRAÇO

susyferry
…::GODS POWER PT::…

GODS POWER PT onde encontras de tudo um pouco, até amigos visita confere ajuda para seres ajudado obrigado











 width=





    JAMES OFERECE-SE PARA PAGAR SALÁRIOS DE 2 FUNCIONÁRIOS DO PORTSMOUTH

    Compartilhe
    avatar
    henrike
    Sub Administrador
    Sub Administrador

    Troféus, Medalhas. Troféus, Medalhas. : :1
    *****
    :2
    *****
    :3
    Diz de tua justiça..... :

    Masculino
    Número de Mensagens : 2422
    Idade : 65
    País de Origem :
    Alertas :
    0 / 1000 / 100

    Data de inscrição : 17/01/2010

    RPG
    Warm:
    0/0  (0/0)
    Fotos:
    0/0  (0/0)

    JAMES OFERECE-SE PARA PAGAR SALÁRIOS DE 2 FUNCIONÁRIOS DO PORTSMOUTH

    Mensagem por henrike em Dom Mar 14 2010, 11:54

    A crise económica ainda consegue produzir
    gestos solidários. O filantropo desta história chama-se David James e é
    capitão do Portsmouth, clube inglês que atravessa inúmeras dificuldades
    financeiras. E foi no meio destas dificuldades que o guarda-redes
    encontrou uma oportunidade para ser generoso, oferecendo-se para pagar
    os salários de dois funcionários, de modo a evitar que fossem
    despedidos.

    Mas a oferta para "salvar" Tug Wilson, de 64 anos, e Clarke
    Denford, de 22, que ganhavam cerca de 330 euros por semana, foi recusada
    pelos administradores dos pompey, onde alinha Ricardo Rocha.

    Segundo a imprensa inglesa, também o técnico Avram Grant
    procurou junto do administrador Andrew Andronikou manter Tug e Clarke,
    mas a sua tentativa não teve, de igual forma, sucesso.

    O gesto do internacional inglês foi, no entanto, apreciado
    por Tug Wilson. "David é um bom homem e um colega de trabalho que nos
    tentou ajudar. É alguém que via praticamente todos os dias nos últimos
    quatro anos e com quem me dava bem. As pessoas criticam os futebolistas
    por ganharem tanto dinheiro, mas são atletas talentosos e a maioria são
    boas pessoas como o David", disse o funcionário.

    Apesar da recusa inicial, David James não desistiu e já
    pediu a Andronikou para encontrar uma forma de os jogadores poderem
    contribuir para evitar outros despedimentos, embora o administrador
    tenha imposto a redução de 85 postos de trabalho, para diminuir as
    despesas com o pessoal. Os cortes, porém, não afetaram o diretor
    executivo do Portsmouth, Peter Storrie, que aceitou baixar em 40% o seu
    salário, mas, mesmo assim, consegue levar para casa cerca de 11 mil
    euros por semana.

      Data/hora atual: Sex Dez 15 2017, 08:06