…::GODS POWER PT::…

BEM VINDO AO GODS POWER PT

DIVERTE-TE E CONTRIBUI COM ALGO
E NÃO TE ESQUEÇAS DE VOTAR ENQUANTO
OUVES A RÁDIO NEXT
Se esqueceu a sua senha clique em Recuperar senha

ABRAÇO

susyferry
…::GODS POWER PT::…

GODS POWER PT onde encontras de tudo um pouco, até amigos visita confere ajuda para seres ajudado obrigado











 width=





    Carolina Salgado nega furto de bens a Pinto da Costa

    Compartilhe
    avatar
    henrike
    Sub Administrador
    Sub Administrador

    Troféus, Medalhas. Troféus, Medalhas. : :1
    *****
    :2
    *****
    :3
    Diz de tua justiça..... :

    Masculino
    Número de Mensagens : 2422
    Idade : 65
    País de Origem :
    Alertas :
    0 / 1000 / 100

    Data de inscrição : 17/01/2010

    RPG
    Warm:
    0/0  (0/0)
    Fotos:
    0/0  (0/0)

    Carolina Salgado nega furto de bens a Pinto da Costa

    Mensagem por henrike em Qui Abr 15 2010, 08:40

    Carolina Salgado,
    ex-companheira de Pinto da Costa, presidente do Futebol Clube do Porto,
    negou, ontem, no Tribunal de Gaia, que se tivesse apropriado de bens do
    dirigente portista. A arguida, que está acusada de furto e
    de abuso de confiança (terá levantado mais de 30 mil euros de uma conta
    conjunta), afirmou não ter tirado nada da moradia na Madalena (Gaia) que
    partilhou com Pinto da Costa até 2006.Carolina Salgado referiu
    ter deixado a residência sem "tirar coisas do Jorge Nuno [Pinto da
    Costa]". "Fui notificada para deixar a casa, em Junho de 2006, e
    entreguei-a 15 dias depois. Ele e os funcionários do Porto foram lá e
    levaram coisas que até me pertenciam", acrescentou.Em relação à
    conta bancária, Carolina Salgado confirmou que havia levantado o
    dinheiro porque " Ele [Pinto da Costa] pode dizer o que quiser, mas
    foi-me dando o dinheiro". Paulo Lemos, alegado ex-companheiro da
    arguida, contou, no entanto, que a ajudou a retirar da moradia "mais de
    10 caixas, muitas com alfinetes de ouro com o símbolo do F.C.Porto. Ela
    pediu-me ajuda para pôr coisas no carro da irmã e cheguei a tirar um
    quadro do Cargaleiro", afirmou.Eduardo Ferreira, amigo do
    dirigente portista, referiu, por seu lado, ter estado presente quando
    Pinto da Costa foi à Madalena para reaver a moradia. "Estava vazia e
    vandalizada. Muitos bens tinha sido herdados da mãe do Jorge Nuno e
    também tinham desaparecido. Sei que ele já havia tinha tirado alguns
    quadros valiosos mas mesmo assim ficou transtornado", referiu.A
    defesa de Carolina Salgado tentou provar que boa parte do recheio da
    residência pertencia ao casal e não apenas a Pinto da Costa. No
    próximo dia 11, pelas 14 horas, será ouvida a irmã de Carolina Salgado e
    feitas as alegações finais.

      Data/hora atual: Sab Nov 25 2017, 07:39