…::GODS POWER PT::…

BEM VINDO AO GODS POWER PT

DIVERTE-TE E CONTRIBUI COM ALGO
E NÃO TE ESQUEÇAS DE VOTAR ENQUANTO
OUVES A RÁDIO NEXT
Se esqueceu a sua senha clique em Recuperar senha

ABRAÇO

susyferry
…::GODS POWER PT::…

GODS POWER PT onde encontras de tudo um pouco, até amigos visita confere ajuda para seres ajudado obrigado











 width=





    Um em cada três condutores mortos estava sob efeito de álcool

    Compartilhe
    avatar
    henrike
    Sub Administrador
    Sub Administrador

    Troféus, Medalhas. Troféus, Medalhas. : :1
    *****
    :2
    *****
    :3
    Diz de tua justiça..... :

    Masculino
    Número de Mensagens : 2422
    Idade : 65
    País de Origem :
    Alertas :
    0 / 1000 / 100

    Data de inscrição : 17/01/2010

    RPG
    Warm:
    0/0  (0/0)
    Fotos:
    0/0  (0/0)

    Um em cada três condutores mortos estava sob efeito de álcool

    Mensagem por henrike em Qui Maio 06 2010, 10:00

    Um em cada três
    condutores mortos em acidentes na estrada estava a conduzir sob o efeito
    de álcool, revelou o presidente da Autoridade Nacional de Segurança
    Rodoviária."Um em cada três condutores que morrem vítimas de
    acidentes de viação têm excesso de álcool e um em cada quatro
    condutores autopsiados têm mais de 1,2 gramas de álcool por litro de
    sangue", disse Paulo Marquesa Agência Lusa.
    O presidente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária
    (ANSR) falava à margem de uma reunião de 40 especialistas onde estão a
    ser discutidas estratégias para redução do consumo do álcool na
    condução, numa organização do Conselho Europeu de Segurança Rodoviária
    (ETSC) e da ANRS. A condução sob efeito do álcool é um dos
    factores de risco que mais contribui para a sinistralidade em Portugal. "Não
    devemos falar em acidentes, mas sim em desastres provocados por
    condutores irresponsáveis", considerou Paulo Marques. Segundo o
    presidente da ANSR, o objectivo estratégico de Portugal é "reduzir
    significativamente o número de condutores mortos até 2015". "Portugal
    tem vindo a fazer um percurso muito positivo. No início da década
    éramos o pior país da União Europeia e conseguimos reduzir para metade o
    número de mortos encontrando-nos perto da média europeia", lembrou. Contudo,
    e apesar da evolução, Portugal ainda pertence ao grupo de países com
    maior consumo de álcool per capita na UE e as doenças relacionadas com o
    álcool são responsáveis por 5% das mortes. O número de mortes
    nas estradas portuguesas reduziu mais de metade, mas a estatística
    revela uma tendência de estagnação no que se refere às vítimas mortais
    relacionadas com o consumo de álcool. Em termos gerais, muito
    embora Portugal apresente um dos melhores desempenhos em termos de
    condução não alcoólica comparativamente com outros Estados da UE, a
    tendência é preocupante. As entidades fiscalizadoras submetem,
    por ano, mais de meio milhão de condutores aos testes de rastreio do
    álcool e a estatística mostra que de 2005 a 2009 o número de infractores
    aumentou 20%. No que se refere à imposição de limites de álcool
    diferenciados para determinados condutores, Portugal faz parte dos
    Estados-membros da UE que ainda não adoptou medidas nesse sentido, pese
    embora estejam a ser objecto de estudo, no âmbito da revisão do Código
    da Estrada, prevista na Estratégia Nacional de Segurança Rodoviária
    (ENSR).


    _______________________________________________




    http://i62.servimg.com/u/f62/13/42/24/53/henriq13.gif


      Data/hora atual: Sab Set 23 2017, 16:25