…::GODS POWER PT::…

BEM VINDO AO GODS POWER PT

DIVERTE-TE E CONTRIBUI COM ALGO
E NÃO TE ESQUEÇAS DE VOTAR ENQUANTO
OUVES A RÁDIO NEXT
Se esqueceu a sua senha clique em Recuperar senha

ABRAÇO

susyferry
…::GODS POWER PT::…

GODS POWER PT onde encontras de tudo um pouco, até amigos visita confere ajuda para seres ajudado obrigado

Encerramento de SAP será para continuar 076




Encerramento de SAP será para continuar 087




 width=





    Encerramento de SAP será para continuar

    henrike
    henrike
    Sub Administrador
    Sub Administrador

    Troféus, Medalhas. Troféus, Medalhas. : Encerramento de SAP será para continuar Ouro10:1
    *****
    Encerramento de SAP será para continuar Medal_22:2
    *****
    Encerramento de SAP será para continuar Medal_62:3
    Diz de tua justiça..... :

    Masculino
    Número de Mensagens : 2422
    Idade : 67
    País de Origem : Encerramento de SAP será para continuar Por10
    Alertas :
    Encerramento de SAP será para continuar Left_bar_bleue0 / 1000 / 100Encerramento de SAP será para continuar Right_bar_bleue

    Data de inscrição : 17/01/2010

    RPG
    Warm:
    Encerramento de SAP será para continuar Left_bar_bleue0/0Encerramento de SAP será para continuar Empty_bar_bleue  (0/0)
    Fotos:
    Encerramento de SAP será para continuar Left_bar_bleue0/0Encerramento de SAP será para continuar Empty_bar_bleue  (0/0)

    Encerramento de SAP será para continuar Empty Encerramento de SAP será para continuar

    Mensagem por henrike em Ter Mar 30 2010, 09:03

    Encerramento de SAP será para continuar Ng1273322


    Desde 2006 já
    fecharam cerca de 40 serviços de atendimento nocturno em centros de
    saúde, sete desde 2008. E deverá continuar a acontecer, à medida das
    condições. A Oposição diz que não se verificam. E a população já começou
    a atravessar a fronteira.Segundo fonte do Ministério da
    Saúde, o encerramento de serviços de atendimento permanente (SAP) em
    centros de saúde não vai ficar por aqui. Apesar dos protestos. A
    garantia é a de que, logo que se verifiquem condições, as unidades com
    afluência mínima deixarão de atender durante a noite. E os
    argumentos são os mesmos desde que o anterior ministro da Saúde resolveu
    iniciar esta campanha: a escassez de utentes - inicialmente, a medida
    de base era menos de dez atendimentos entre as 24 e as oito horas da
    manhã - não justifica ocupar uma equipa clínica que, trabalhando de
    noite, faltaria de dia, prejudicando o regular funcionamento do centro
    de saúde.Só na região Centro, fecharam 25 serviços. Mas, garantiu
    fonte da Administração Regional de Saúde, sem levar à risca o critério
    dos dez doentes por noite. "Se fosse assim, fechavam todos". E cita o
    exemplo de Pampilhosa da Serra, com dois a três atendimentos, mas sem
    qualquer previsão de encerramento: está isolada em termos rodoviários e
    serve uma população envelhecida, sem grandes meios de deslocação. A
    contrapartida oferecida nos restantes casos foi a abertura dos centros
    de saúde até às 22 horas, uma vez que se verificou que era até essa hora
    que a população trabalhadora recorria aos SAP, por vezes apenas para
    renovar receitas.Aos fechos, protocolados com as autarquias, o
    Ministério da Saúde responde com o aumento de ambulâncias e de médicos
    de família. Ontem, porém, na sequência dos encerramentos de Paredes de
    Coura, Valença, Arcos de Valdevez e Melgaço, o CDS-PP prometeu
    questionar a ministra da Saúde, argumentando que as condições não estão
    cumpridas.E a verdade é que a população daquela região
    fronteiriça já começou a recorrer a Espanha. Aliás, a intensa procura
    portuguesa do serviço de urgência de Tui, cidade galega que faz
    fronteira com Valença, já está a perturbar o normal funcionamento da
    unidade. A situação motivou uma queixa do autarca local junto do
    valenciano, Jorge Mendes. "Há muita gente de Valença a ir às urgências a
    Tui e, ainda na semana passada, o alcalde se me queixou que isso está a
    perturbar o normal funcionamento dos serviços", referiu Jorge Mendes ao
    JN.O mesmo cenário foi traçado pelo porta-voz da comissão de
    utentes contra o encerramento do SAP de Valença. "A maioria da população
    de Valença já tem o cartão de saúde europeu, porque as condições de
    assistência são tão más que naturalmente fazem com que as pessoas tentem
    procurar outras soluções e recursos noutros sítios", refere Carlos
    Natal.Não pagamento de taxa moderadora, "melhor assistência
    médica" e fecho de Valença são os argumentos invocados pelos utentes de
    Portugal para recorrer ao Ponto de Atenção Continuada de Tui, que fica
    apenas a um quilómetro da fronteira.

      Data/hora atual: Qui Set 19 2019, 23:22