…::GODS POWER PT::…

BEM VINDO AO GODS POWER PT

DIVERTE-TE E CONTRIBUI COM ALGO
E NÃO TE ESQUEÇAS DE VOTAR ENQUANTO
OUVES A RÁDIO NEXT
Se esqueceu a sua senha clique em Recuperar senha

ABRAÇO

susyferry
…::GODS POWER PT::…

GODS POWER PT onde encontras de tudo um pouco, até amigos visita confere ajuda para seres ajudado obrigado











 width=





    Encerramento de SAP será para continuar

    Compartilhe
    avatar
    henrike
    Sub Administrador
    Sub Administrador

    Troféus, Medalhas. Troféus, Medalhas. : :1
    *****
    :2
    *****
    :3
    Diz de tua justiça..... :

    Masculino
    Número de Mensagens : 2422
    Idade : 65
    País de Origem :
    Alertas :
    0 / 1000 / 100

    Data de inscrição : 17/01/2010

    RPG
    Warm:
    0/0  (0/0)
    Fotos:
    0/0  (0/0)

    Encerramento de SAP será para continuar

    Mensagem por henrike em Ter Mar 30 2010, 09:03




    Desde 2006 já
    fecharam cerca de 40 serviços de atendimento nocturno em centros de
    saúde, sete desde 2008. E deverá continuar a acontecer, à medida das
    condições. A Oposição diz que não se verificam. E a população já começou
    a atravessar a fronteira.Segundo fonte do Ministério da
    Saúde, o encerramento de serviços de atendimento permanente (SAP) em
    centros de saúde não vai ficar por aqui. Apesar dos protestos. A
    garantia é a de que, logo que se verifiquem condições, as unidades com
    afluência mínima deixarão de atender durante a noite. E os
    argumentos são os mesmos desde que o anterior ministro da Saúde resolveu
    iniciar esta campanha: a escassez de utentes - inicialmente, a medida
    de base era menos de dez atendimentos entre as 24 e as oito horas da
    manhã - não justifica ocupar uma equipa clínica que, trabalhando de
    noite, faltaria de dia, prejudicando o regular funcionamento do centro
    de saúde.Só na região Centro, fecharam 25 serviços. Mas, garantiu
    fonte da Administração Regional de Saúde, sem levar à risca o critério
    dos dez doentes por noite. "Se fosse assim, fechavam todos". E cita o
    exemplo de Pampilhosa da Serra, com dois a três atendimentos, mas sem
    qualquer previsão de encerramento: está isolada em termos rodoviários e
    serve uma população envelhecida, sem grandes meios de deslocação. A
    contrapartida oferecida nos restantes casos foi a abertura dos centros
    de saúde até às 22 horas, uma vez que se verificou que era até essa hora
    que a população trabalhadora recorria aos SAP, por vezes apenas para
    renovar receitas.Aos fechos, protocolados com as autarquias, o
    Ministério da Saúde responde com o aumento de ambulâncias e de médicos
    de família. Ontem, porém, na sequência dos encerramentos de Paredes de
    Coura, Valença, Arcos de Valdevez e Melgaço, o CDS-PP prometeu
    questionar a ministra da Saúde, argumentando que as condições não estão
    cumpridas.E a verdade é que a população daquela região
    fronteiriça já começou a recorrer a Espanha. Aliás, a intensa procura
    portuguesa do serviço de urgência de Tui, cidade galega que faz
    fronteira com Valença, já está a perturbar o normal funcionamento da
    unidade. A situação motivou uma queixa do autarca local junto do
    valenciano, Jorge Mendes. "Há muita gente de Valença a ir às urgências a
    Tui e, ainda na semana passada, o alcalde se me queixou que isso está a
    perturbar o normal funcionamento dos serviços", referiu Jorge Mendes ao
    JN.O mesmo cenário foi traçado pelo porta-voz da comissão de
    utentes contra o encerramento do SAP de Valença. "A maioria da população
    de Valença já tem o cartão de saúde europeu, porque as condições de
    assistência são tão más que naturalmente fazem com que as pessoas tentem
    procurar outras soluções e recursos noutros sítios", refere Carlos
    Natal.Não pagamento de taxa moderadora, "melhor assistência
    médica" e fecho de Valença são os argumentos invocados pelos utentes de
    Portugal para recorrer ao Ponto de Atenção Continuada de Tui, que fica
    apenas a um quilómetro da fronteira.

      Data/hora atual: Qui Nov 23 2017, 20:00